Renato CRON

PDF e suas utilidades
Publicado em 01/01/2010

PDF e suas utilidades

Quem um dia nunca utilizou um PDF? Hoje o PDF é um formato muito utilizado em diversas áreas. Na internet, serviços como o Google Docs utilizam o PDF para fazer a impressão, pois garante uma boa qualidade e como é feito pelo lado do servidor por um driver conhecido, há uma certa certeza de como vai ser a saída independente do browser do cliente.

Dentro de empresas de impressão, o formato PDF é um formato bem reconhecido pelas impressoras e pode atingir níveis de qualidades altos, incluindo imagens, linhas, pontos, retângulos, textos, etc...

Existem vários programas, pagos ou não, que geram PDF. No Windows, existem drivers de impressoras que fazem a impressão em arquivo PDF, então pode-se imprimir qualquer coisa para PDF. Entre esses programas, podemos citar o Adobe Photoshop, CorelDRAW, Adobe Illustrator (preservando os vetores), no linux, podemos citar o Gimp, que importa os PDFs escolhendo DPI e transformando no formato interno XCF.

Características comuns do PDF

Uma das característica presente em todas as bibliotecas de PDF é que as medidas (para desenhar ou posicionar) são em pontos (pt).

Para alegria de muitos, pode-se utilizar a divisão de algumas constantes (para 72 DPI) para indicar a unidade de medida (mm, pt, in).

O código é o seguinte:




	use constant mm => 25.4 / 72;
	use constant in => 1 / 72;
	use constant pt => 1;







Com o código acima é possível escrever que determinado objeto tem 2 centimetros utilizando a sintaxe $medida_em_pontos = 20/mm.

Uma coisa importante é saber que o padrão do PDF é 72 DPI, mas que ele pode conter imagens com vários DPIs numa mesma página.

Manipulando PDFs com perl

No CPAN existe uma enorme quantidade de módulos para manipulação de PDF. Uma simples pesquisa por PDF encontra 817 pacotes.

Infelizmente, nem todos são rápidos, nem atende sua necessidade. Se a sua necessidade é alterar PDFs já existentes, uma ótima escolha é o PDF::Reuse, com ele é possível editar arquivos grandes com imagens, e mais de 9,000 paginas com certa velocidade. Tem uma grande vantagem se for comparado ao PDF::Haru, pois pode-se mesclar vários PDFs em um novo, fazendo rotação, escala, etc...

Nele também é possível utilizar comando em baixo nível que vão diretamente ao arquivo PDF. Esses comandos são adicionados pela função prAdd.

PDF::Reuse

Agora que já temos uma noção sobre este pacote, vamos a alguns exemplos.

Hello Word PDF::Reuse







	use PDF::Reuse;                       # Mandatory
	prFile('saída.pdf');                    # Mandatory, with or without a file name
	prText(250, 650, 'Hello World !');
	prEnd();                              # Mandatory




Esse código foi basicamente removido da pagina PDF::Reuse::Tutorial do CPAN.

Podemos alterar ele para imprimir essa o hello no centro de uma folha com 100/100mm assim:

	use PDF::Reuse;
	use constant mm => 25.4 / 72;
	prFile('saída.pdf');
	prMbox( 0, 0, 100/mm, 100/mm );
	prText((100/mm) / 2, (100/mm) / 2, 'Hello World !', 'center');
	prEnd();




Mesclando PDFs com PDF::Reuse

Adicionar outros arquivo ao PDF é feito através do comando prForm:

	prForm ( { file     => $pdfFile,       # template file
		page     => $page,          # page number (of imported template)
		adjust   => $adjust,        # try to fill the media box
		effect   => $effect,        # action to be taken
		tolerant => $tolerant,      # continue even with an invalid form
		x        => $x,             # $x points from the left
		y        => $y,             # $y points from the bottom
		rotate   => $degree,        # rotate
		size     => $size,          # multiply everything by $size
		xsize    => $xsize,         # multiply horizontally by $xsize
		ysize    => $ysize } )      # multiply vertically by $ysize




Arquivos salvos no photoshop por algum motivo não abrem, exceto se desmarcar todas as opções na hora de salvar (ex: compactar para WEB). Um ponto positivo do comando prForm é poder modificar (esticar, rotacionar, etc..) o arquivo, e também é posiciona-lo, pois este fragmento é colocado através de um XObject.

O comando prSinglePage adiciona um pagina apenas, e não deve ser usado para incluir um PDF inteiro por loop, para isso, existe a função prDoc.

Entretanto, descobri que se utilizar prDoc ou prSinglePage, torna-se "impossível" abrir o PDF novamente pelo próprio reuse, portanto, sugiro, que se for necessário remodular o PDF depois de pronto (por exemplo, trocar de A4 para um A3) utilizar o prForm, ou terá dor de cabeças!

A função prDoc, do mesmo jeito que a prSinglePage, não permite esticar ou posicionar o PDF, pois ela não inclui o PDF dentro de um objeto*

*: nao li o código, é uma suposição, com grandes chances de estar certo!

Muitos exemplos do uso da biblioteca pode ser encontrado no próprio CPAN: PDF::Reuse::Tutorial

PDF::API2

A PDF::API2 é uma boa biblioteca, com comandos fáceis e já tem "tudo" pronto (rotate, translste...) porém é lenta. Eu não usaria para um serviço web (nem mesmo 1 página), nem para fazer mais de 2 páginas em um código em produção.

Porém, com base nela podemos turbina o PDF::Haru, inicialmennte colocando suporte a códigos de barras e a matrizes sem dor de cabeça.

Aviso sobre a cópia do código do PDF::API2

Com o devido pacote instalado, foi "roubado" algumas classes.

Não sei se isso é legal, mas deve ser, pois é tudo opensource!

PDF::Haru

O Haru é uma lib feita em c, por isso, é muito rápida. Uma das desvantagens de utilizar é não poder incluir outros PDFs dentro, mas isso pode ser alterado posteriormente com o Reuse, ou usando um PNG.

Instalando o PDF::Haru

O primeiro passo e ter a lib haru instalada na máquina. O site do haru é http://libharu.sourceforge.net/. Eu fiz o download da versão mais nova que estava no SourceForge (2.0.8).

Depois de rodar o configure/make/make demo/make install você deve instalar pelo CPAN o modulo PDF::Haru.

Se der sorte, o script abaixo irá funcionar sem erros

	cd /pasta/download;
	tar -xvf libharu_2_0_8.tgz;
	cd libharu-2.0.8/
	./configure
	make
	make demo
	sudo make install
	cpan PDF::Haru




Criando uma interface agradável

Uma das primeiras coisas que complica no PDF::Haru é a complexidade nas operações para posicionamento. Para um simples texto rotacionado é necessárias várias contas:

	/*
	* Rotating text
	*/
	angle1 = 30;                   /* A rotation of 30 degrees. */
	rad1 = angle1 / 180 * 3.141592; /* Calcurate the radian value. */

	show_description (page, 320, ypos - 60, "Rotating text");
	HPDF_Page_BeginText (page);
	HPDF_Page_SetTextMatrix (page, cos(rad1), sin(rad1), -sin(rad1), cos(rad1), 330, ypos - 60);
	HPDF_Page_ShowText (page, "ABCabc123");
	HPDF_Page_EndText (page);




Claro, esse foi um exemplo em C, mas não seria muito diferente em perl.

Download dos arquivos

Decidi criar um arquivo com algumas classes para facilitar a criação dos PDFs.

Para tanto, antes, copiei o arquivo Matrix.pm do API2 criando o LibPDF/Matrix.pm

Faça o download do arquivo ZIP com o conteúdo para continuar o artigo.

http://sao-paulo.pm.org/static/files/equinocio/2010/set/artigo_pdf.zip

Os arquivos são:

LibPDF/Form/BarCode.pm

LibPDF/Form/Hybrid.pm

LibPDF/Form/BarCode/codabar.pm

LibPDF/Form/BarCode/code3of9.pm

LibPDF/Form/BarCode/code128.pm

LibPDF/Form/BarCode/ean13.pm

LibPDF/Form/BarCode/int2of5.pm

LibPDF/Matrix.pm

LibPDF.pm

Testando o LibPDF

Criei um arquivo com alguns testes, nele criamos alguns textos em 1000 paginas.

	use strict;
	use LibPDF;
	use PDF::Haru;
	use Data::Dumper;
	print "pdf start..\n";

	my $pdf = new LibPDF;

	my $font_r = $pdf->haru->GetFont("Helvetica", "WinAnsiEncoding");
	my $font_b = $pdf->haru->GetFont("Helvetica-Bold", "WinAnsiEncoding");
	my $font_i = $pdf->haru->GetFont("Helvetica-Oblique", "WinAnsiEncoding");

	for (1..1000){
		my $page = $pdf->haru->AddPage();
		$page->SetSize(HPDF_PAGE_SIZE_LETTER, HPDF_PAGE_PORTRAIT);
		my $font_w = 0;
		#$page->SetWidth(200/mm);
		#$page->SetHeight(600/mm);

		for my $a ('left', 'center', 'right'){
			for (0,10,20,30,40,50,60){
				new PDFSimpleText()->plot({
					page => $page,
					text => "$_ The quick brown fox jumps over the lazy dog.",
					font => $font_w++ % 2 ? $font_r : $font_b,
					size => 8 + ($_/10), # /
					transform => {
						translate => [10/mm, ($a eq 'left'? 0 : $a eq 'center' ? 180 : $a eq 'right' ? 300 : 350) + $_/mm ] # /
					},
					charspacing => 1.5,
					wordspacing => 2.5,
					align => $a,
					#limit_width => 60/mm
				});
			}
		}

	}
	print "saving...\n";
	$pdf->haru->SaveToFile("filename.pdf");
	print "done!\n";

	print "PDF_SIZE = ".(-s "filename.pdf")." bytes \n";

	undef($pdf);







O código muito rápido, criou tudo em 0m2.461s (usando um núcleo do processador, 2.67GHz)

Diferentemente do PDF::Reuse, podemos usar thread para criar o PDF usando os 8 núcleos, mas isso fica para outro dia!

Imagens

Para uma melhor performance, a diminuir o tamanho do arquivo, para inserir uma imagem, adiciona-se apenas uma vez no PDF e depois usa sua referencia.

	my $image = new PDFImage({
		pdf  => $pdf,
		file => 'teste_dpi.png'
	});

... no contexto página ...

	$image->add2page({
		page  => $page,
		dpi   => 300,
		transform => {
			translate => [0, 200/mm]
		}
	});

Lembre-se de ajustar o DPI da sua imagem.

Textos justificados

Com base na ideia/código do http://rick.measham.id.au/pdf-api2/, montei outra classe para construir textos com e sem negritos, usando tags HTML (tipo o PDF::TextBlock, mas sem o bug do center/right e com algumas coisas a mais, tipo o debug_rect ou o all_text)

	new PDFRectText()->plot({
		page => $page,
		text => "The quick brown fox jumps over the lazy dog. more text on this line\n\nSecond pharagraphy ".
		"with a lot of random words onwith a lot of random words onwith a lot of random words onwith a lot of random words onwith a lot of random words onwith a lot of random words onwith a lot of random words on here!\nNext line!BIG.\n\nThis is a new pharagraphy, but short.\n\n\n\n\nLot of pharagraphy after!",
		font => $font_r,
		size => 15,
		lead => 10,
		parspace => 1/mm,

		fonts => {
			default => {
				font => $font_r,
				size => 8
			},
			b => {
				font => $font_b,
				size => 8
			}
		},
		transform => {
			translate => [40/mm, 40/mm],
		},

		charspacing => 1.5,
		wordspacing => 2.5,
		align => 'center',
		max_width => 40/mm,
		max_height => 150/mm,

		debug_rect => 1,
		#all_text => 0
	});

O all_text faz com que se o texto sair da area definida por max_widht/max_height, a fonte seja diminuída até caber.

Barcodes

Para utilizar os barcodes, usamos o método plot do PDFBarcode. Para trocar o tipo, e bem simples, basta alterar a chave "type"

	new PDFBarcode()->plot({
		page => $page,
		type => 'code128',
		transform => {
			translate => [100/mm, 50/mm ]
		},
		options => [
			-ean  => 0 ,
			-font => $font_r, # the font to use for text
			-type => 'a', # the type of barcode
			-code => "0000ML000004815", # the code of the barcode
			-extn => undef, # the extension of the barcode
			-umzn => 30, # (u)pper (m)ending (z)o(n)e
			-lmzn => 0, # (l)ower (m)ending (z)o(n)e
			-zone => 30, # height (zone) of bars
			-quzn => 0 , # (qu)iet (z)o(n)e
			-ofwt => .1, # (o)ver(f)low (w)id(t)h
			-font_size => 9, # (f)o(n)t(s)i(z)e
			-text => undef
		]
	});

As opções em options são as mesmas do API2. Mas a pobre documentação não diz exatamente o que é o que, mas a descrição ao lado ajuda.

Conceitos gerais da LibPDF

* O hash transform chama o método transform do objeto (dentro de um save/restore de contexto gráfico/texto)

* A opção not_relative foi criada para poder manipular as imagens, que são alinhadas de baixo para cima (plano cartesiano)

* o PDFRectText pode receber a chave de alinhamento pos_relative_to_center, assim, a posicao do translate é relativa ao centro do box.

* o PDFRectText pode receber a chave debug_rect, que mostra o box do texto, facilitando muito na hora de alinhar.

* Se divirtam com este arquivo de teste.pl, lá tem todas as funções do LibPDF.

* Leiam o source do LibPDF e aprendam sobre o Haru!

Conclusão

Podemos criar PDF de varias formas com Perl, devemos sempre analisar o problema antes e descobrir qual vai ser a melhor biblioteca para o uso.

AUTHOR

Renato CRON http://renatocron.com

Acessem meu blog!

ACKNOWLEDGEMENTS

Ao Luis Motta Campos pois copiei o texto da licença abaixo!

Ahh, o HTMLEditor para Android também, escrevi alguns pedaços no busão/mêtro!

blog comments powered by Disqus